Full width home advertisement

ALAGOINHAS

POLÍTICA

Post Page Advertisement [Top]

Bahia vence América-RN e garante vaga na Copa do Nordeste


Foto Reprodução/E.C.B


O Bahia venceu o América-RN por 2 a 0, fora de casa, neste sábado, 14/03, pela sétima rodada da Copa do Nordeste e se classificou para a quarta de final. Por conta de uma punição do Superior Tribunal da Justiça Desportiva, a partida teve portões fechados em Natal.

Os tricolores dominaram a primeira etapa e abriram o placar logo aos 13 minutos, com Élber. O atacante aproveitou o bom cruzamento de Juninho Capixaba para testar para o fundo do gol. Aos 27, após linda jogada, quase saiu mais um. João Pedro tabelou com Rodriguinho, deu uma caneta no marcador e chutou forte, mas a bola passou pelo lado.

No segundo tempo, o Bahia continuou sendo melhor e garantiu a vitória já no último lance da partida. Juninho Capixaba recebeu bom passe de Arthur Cayke e soltou o pé para ampliar a vantagem.

Com o triunfo, o Tricolor foi aos 14 pontos e se manteve na ponta do Grupo A, faltando apenas uma rodada para o fim da fase de grupos. O Bahia somente perde a liderança se o Fortaleza vencer o Náutico, em Recife. A partida está em andamento com 1 a 0 para os visitantes. Já o América-RN ocupa a sétima posição do Grupo B, com seis pontos, e não possui mais chances de avançar na competição.

Ficha técnica: América-RN 0 x 2 Bahia

Estádio: Arena das Dunas, em Natal

América-RN: Vitor Paiva; André Krobel, Geninho, Edson e Renan Luiz; Adriano Alves, Cesinha (Wilson) e Juninho; Luiz Fernando (Beto), Tiago Orobó e Dione (Adílio). Técnico: Roberto Fernandes.

Bahia: Anderson, João Pedro, Wanderson, Juninho e Juninho Capixaba; Flávio, Gregore e Rodriguinho (Fernandão); Élber (Zeca), Clayson (Arthur Caíke) e Gilberto. Técnico: Roger Machado.

Gol: Élber, aos 13 minutos do 1° tempo; Juninho Capixaba, aos 44 do 2°.

Cartões amarelos: Cesinha e Adriano Alves (América-RN); Gregore (Bahia);


Arbitragem:

 Tiago Nascimento dos Santos, auxiliado por Bruno César Chaves Vieira e Marcelino Castro de Nazaré.


Nenhum comentário:

Postar um comentário